domingo, 21 de novembro de 2010

Plano de aula: Cultura afro-brasileira

Plano de aula

Bloco de Conteúdo
Atividades rítmicas e expressivas

Objetivos
Trabalhar a compreensão e a interpretação do conto.

Conteúdo
Língua Portuguesa

Faixa etária
Ensino Fundamental I(1º e 2º anos)

Tempo estimado
1/hora aula

Material Necessário
O conto “Nyelete e o embondeiro”, de Mário Lemos, retirado do livro A semente que veio da África, da autora Heloisa Pires Lima, Editora Salamandra.

Desenvolvimento
Anuncie que será contada a historia de uma árvore levante o conhecimento prévio que a criança tem sobre o livro: “O que acham sobre a capa e contra capa?”, “Qual é o nome do autor e ilustrador?”, “Se imaginam do que se trata essa história?”.
Sente-se com as crianças em círculo e leia o conto “Nyelete e o embondeiro”, em seguida trabalhe a interpretação do texto, perguntando o que elas compreenderam da história.
Inicie a produção do texto pelos alunos, em alguns momentos ajude a recuperar a história baseando-se em trechos, diga que o texto terá de ficar bem escrito, pois será compartilhado com outras pessoas e todos devem compreendê-lo, desse modo sendo substituídas as expressões como “aí”, “né” e “então” ou repetição excessiva de palavras.
Apresente o texto produzido pelos alunos em roda, discuta com todos as ilustrações que farão parte da história e digite o texto, deixando espaços para elas. Garanta uma cópia para cada um. Por fim os alunos irãoreproduzir o conto em forma de dramatização e apresentar para os demais alunos da escola.

Avaliação
Observação do interesse e da compreensão da criança durante a leitura e avaliar escrita sobre o livro, ambas com o objetivo da produção e interpretação da história também será observadoà intenção de expressão e comunicação durante a dramatização do conto.

Plano de aula

Bloco de Conteúdo
Atividades rítmicas e expressivas

Objetivos
Trabalhar a criação ecoordenação

Conteúdos
Arte e Música

Faixa etária
Ensino Fundamental I (1º e 2º anos)

Tempo estimado
1/hora aula

Material Necessário
1 garrafinha de PET de 250 ml com tampa, fita adesiva colorida, miçangas (arroz, milho, lentilha), lixas, duas metades de casca de coco, guache, pincel e jornal, bambus de 20 cm de comprimento, faca e palitinho de churrasco.

Desenvolvimento

Divididos em grupos, os alunos irão criar e apresentar para os demais,osinstrumentosmusicais Chocalho, Coco e Reco-reco de bambu, levantando suas características, ritmos e som, desse modo poderão explorar os instrumentos confeccionados e conhecer as qualidades dos movimentos como forte/fraco, rápido/lento, intensidade entre outros.

Chocalho: coloque as miçangas ou os grãos até a metade da garrafinha. Tampe e passe fita adesiva em volta decorando-a.
Coco: lixe as cascas do coco por fora retirando os fiapos. Passe um pano úmido ou lave-o, deixando secar. Apóie-o em um jornal e pinte com o guache.

Reco-reco de bambu: com a faca, corte o bambu ao meio e faça talhos transversais. O som sairá aos raspar o palitinho sobre os talhos.

Avaliação
Reflexão e avaliação do seu próprio desempenho durante a atividade e analise por parte do professor da participação dos alunos ao confeccionar os instrumentos e utilização dos mesmos, verificando se foram capazes de reconhecer os diferentes ritmos.

Plano de aula

Bloco de Conteúdo
Atividades rítmicas e expressivas

Objetivos
Conhecer, experimentar e explorar elementos da dança.
Ampliar o repertório de movimento.
Ampliar possibilidades de interação com os outros e com o mundo

Conteúdos
Elementos da linguagem da dança africana: articulações, níveis (alto, médio e baixo) e tensões espaciais (espaços vazios entre partes do corpo e objetos) e forma (composição do corpo ao dançar).

Faixa etária
Ensino Fundamental I(1º e 2º anos)

Tempo estimado
1/hora aula

Material Necessário
Rádio, CD com a música África da Banda Palavra Cantada.

Desenvolvimento
Organize uma área livre para dançar. Descalços e concentrados todos devem caminhar em varias direções, ao som da música e mexendo o corpo de muitas maneiras.
Quando a música cessa, as crianças também param como uma estátua, escolhendo um nível no espaço: baixo (no chão), médio (agachados) ou alto (em pé).
Em seguida propor aos alunos que dancem de acordo com o ritmo da música.Apresente músicas brasileiras de ritmos de origem africana (como o samba e o maracatu) e converse com as crianças sobre elas: já conhecem? Se parecem com algo que já ouviram? Gostam ou não? Por quê? Relacionandoessas músicas  africanas com o conteúdo estudado.

Avaliação
Fotografe ou filme as crianças dançando e mostre a elas, pedindo que comentem a experiência. Observe se o repertório de movimento está sendo ampliado e se elas estão explorando os elementos específicos da dança.

Música: África
Composição: Palavra Cantada
Quem não sabe onde é o sudão
saberá
A Nigéria o Gabão
Ruanda
Quem não sabe onde fica o Senegal,
A Tanzânia e a Namíbia,
Guiné Bissau?
Todo o povo do Japão
Saberá

De onde veio o
Leão de Judá
Alemanha e Canadá
Saberão
Toda a gente da Bahia
sabe já
De onde vem a melodia
Do ijexá
o sol nasce todo dia
Vem de lá

Entre o Oriente e ocidente
Onde fica?
Qual a origem de gente?
Onde fica?
África fica no meio do mapa do mundo do
atlas da vida
Áfricas ficam na África que fica lá e aqui
África ficará

Basta atravessar o mar
pra chegar
Onde cresce o Baobá
pra saber
Da floresta de Oxalá
E malê
Do deserto de alah
Do ilê
Banto mulçumanamagô
Yorubá

Referência Bibliográfica

LIMA, Heloisa Pires; GNEKA, Georges; LEMOS, Mário. A semente que veio da África. São Paulo: SALAMANDRA, 2006.
Apostila de Metodologia do Ensino de Educação Física. Pedagogia 6º Semestre, 2010.
Revista Projetos Educativos especial Folclore. São Paulo: Editora alto astral, 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário